Skip to content

Quem é o verdadeiro Jeca?

outubro 26, 2010

Ótimo texto sobre o pensamento tacanho da elite brasileira, que, lembro eu, no caso dos paulistas é descendente de caçadores de escravos que sequer falavam português. O mais interessante é que o movimento pró-Serra/anti-PT é tão motivado pelo preconceito que a alta burguesia retratada nesse texto não percebe que nunca se ganhou tanto dinheiro no Brasil e que a chave para isso foi justamente o investimento social e a distribuição de renda. O governo Lula é menos a vitória do proletariado do que uma trégua lucrativa para todos na suposta luta de classes.

Essa é a cara de uma elite pós-colonial: crê-se um ser estranho na geléia geral da colônia, padecendo num purgatório de nativos indolentes e enfermidades tropicais. Comporta-se todo o tempo como se ainda tivesse a caravela estacionada ali na costa, pronta para zarpar de volta à metrópole. Mas sofre mais ainda porque, não muito no fundo, sabe que não pode voltar, e que chegando lá será apenas mais um subdesenvolvido, um imigrante, um “moreninho”, um jeca. Parte de sua truculência vem de saber que jamais será aquilo que quer ver no espelho, e que aquilo que menos quer ser é o que realmente é; de precisar provar para si que é diferente de quem exclui e discrimina, já que nunca será igual a quem gostaria de ser.

Na íntegra, no Carta Maior.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: